Já pensou em ter clientes procurando pela sua empresa, ao invés de você procurar pelos clientes? Saiba que isso é uma realidade através do Inbound Marketing, ou Marketing de atração.

Para que isso aconteça, são realizadas ações com o objetivo de atrair o potencial cliente para seu blog ou site. A partir dessa atração, é feito um trabalho de relacionamento com a pessoa, por meio de conteúdos personalizados e autorais.

Saiba que o objetivo do conteúdo é uma maneira de educar sua audiência e seus potenciais clientes sobre o seu segmento, para transformar sua empresa em referência sobre algum assunto ou no mercado de atuação, para então influenciar na decisão de compra dos futuros clientes.

 

Qual a função do Inbound Marketing?

Primeiro, é preciso saber que todas as empresas podem usar o conceito de Inbound Marketing como método. Isso porque é possível adaptá-los e empregá-los em empresas de diversos segmentos usando conteúdos de entretenimento, utilidades e reforçar a importância da marca.

A imagem mostra de forma simplificada como que funciona o Inbboud Marketing.

Saiba que no Inbound Marketing, o marketing da empresa é considerado um centro de investimentos e não de custos, já que todas as ações podem ser mensuradas e descobrir quantas pessoas visualizaram, converteram ou compraram em cada campanha.

Vale saber que a estratégia de Inbound Marketing serve para cinco grandes ações:

  • Aumentar a visibilidade;
  • Diminuir o custo de aquisição;
  • Atrair clientes em potencial;
  • Gerar conteúdos relevantes;
  • Otimizar o processo de vendas.

 

Quais são as etapas do Inbound Marketing

Assim como qualquer estratégia, o Inbound Marketing segue uma sequência lógica de etapas, sendo: atrair, converter, relacionar, vender e analisar. Essas etapas se complementam perfeitamente para oferecer ótimos resultados.

Entenda cada uma dessas etapas e como elas são utilizadas em cada empresa:

 

1. Atrair

Um site sem visitas não gera leads. Sem leads não há vendas e com isso, não tem motivos trabalhar com Inbound Marketing.

Por isso, a primeira etapa desta estratégia é “atrair”. Isso significa que aqui a energia não é gasta procurando pessoas que poderiam se interessar pelo seu produto/ serviço. Ao contrário, a energia é gasta na construção de algo para chamar atenção e atrair pessoas que se interessam pelo assunto.

Algumas formas de fazer isso é através de Blog, SEO, Links Patrocinados e Redes Sociais.

 

2. Converter

A conversão complementa a atração, etapa anterior. Isso porque o visitante precisa virar lead para avançar no processo de compra. Aqui na conversão estamos falando sobre a ação do usuário de compartilhar informações em troca de uma recompensa ou benefício, como um material de valor.

Para isso, podem ser usadas diversas formas para transformar visitantes em leads, como Criação de Ofertas e Landing Pages.

 

3. Relacionar

Saiba que nem todos os potenciais clientes estão no momento de realizar uma compra. Na jornada do cliente é possível perceber que as etapas precisam ser respeitadas até que o cliente esteja pronto para receber uma abordagem.

E aqui não é diferente, mas é possível criar um relacionamento com o cliente através da produção de conteúdo com foco em diversos problemas e estágios da compra.

Existem algumas estratégias que podem fazer o lead avançar na jornada e acelerar o processo de compra, como E-mail Marketing, Automação de Marketing (para oferecer conteúdo através do seu momento na jornada de compra) e Nutrição de Leads, para manter um relacionamento construtivo).

 

4. Vender

A geração e nutrição de leads tem o objetivo de criar oportunidade de negócio para sua empresa. Em alguns casos, o processo de vendas ocorre dentro do site, mas em outras situações, um vendedor deverá entrar em contato.

Saiba que quanto mais complexo for seu ticket, mais o processo de vendas deve ser consultivo para fazer a venda.

Algumas estratégias usadas para entender o cliente e fazer a venda são: Lead Scoring, que pontua ações e informações dos leads para entender a situação e encontrar oportunidade de negócios, Inbound Sales, para manter a equipe de vendedores trabalhando e usando tecnologias para se comunicar com o lead, fazer reuniões, demonstrações e fechar contratos, e CRM, para organizar, metrificar e arquivar o histórico de negociações.

 

5. Analisar

Um dos diferenciais do Marketing Digital é poder avaliar os resultados e comprovar o retorno dos investimentos. Saiba que suas as possibilidades analíticas são responsáveis por realimentar todo o processo de Inboud Marketing.

Com isso, é possível monitorar todas as interações dos usuários, seja em site, posts e campanhas. Além disso, é possível analisar se as taxas estão mais baixas do que o esperado.

Uma ferramenta muito usada é Web Analytics, do Google. Com ela o profissional consegue extrair dados importantes para analisar melhor a estratégia de Inbound Marketing.

Agora que você já conhece as principais estratégias de Inbound Marketing, conheça a MMD, uma agência especialista em inbound marketing que usa a estratégia certa para apresentar ótimos resultados para sua empresa.

Fale com nossos especialistas e solicite um orçamento para sua empresa!