Author Archive: Gregory Fisher

Professor ganha bem?

faculdade de pedagogia ead

Um dos assuntos mais falados quando o assunto é a profissão de professor, é em relação aos salários. Eles podem variar muito se o profissional trabalhar na esfera municipal, estadual ou em instituições particulares.

Nas escolas privadas, a remuneração é definida com base nas convenções coletivas estabelecidas com os sindicatos regionais. Para quem quer seguir a carreira de professor nas redes públicas, os salários são definidos pelo Ministério da Educação.

Recentemente, o MEC divulgou um divulgou comunicado, em que confirmou o reajuste de 12,84% do piso nacional do magistério para 2020. Após a revisão, o valor do piso para os professores da rede pública da Educação Básica passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24.

A Lei 11.738, de 2008, a chamada Lei do Piso, determina que o piso salarial dos professores seja revisado anualmente, no mês de janeiro.

Porém, o profissional formado em Pedagogia pode desempenhar outras funções dentro de uma escola ou fora dela. Confira abaixo as ocupações e média salarial de cada uma:

De acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho, alguns cargos costumam remunerar acima da média nacional. São eles:

  • Gerente Pedagógico: R$ 4.052
  • Consultor Pedagógico: R$ 3.232
  • Supervisor Pedagógico: R$ 3.104
  • Coordenador Pedagógico: R$ 2.574
  • Analista Pedagógico: R$ 2.164
  • Orientador Educacional: R$ 2.094
  • Pedagogo Empresarial (responsável por treinamentos corporativos): R$ 1.726

Como vimos, os salários da área podem variar bastante e para você ingressar em uma dessas carreiras, precisa antes concluir o curso de pedagogia.

Como escolher uma faculdade em pedagogia?

Se você ficou interessado e quer construir uma carreira de sucesso na área da educação, saiba que a faculdade de pedagogia ead é a melhor opção. Afinal, a graduação em pedagogia a distância possui os mesmos parâmetros de qualidade do curso presencial, o mesmo certificado, mas com alguns benefícios a mais.

Na pedagogia EAD, você pode estudar onde e quando quiser. Já que para ver as aulas você precisa apenas de um dispositivo móvel com acesso à internet, um smartphone já está valendo. E assim, pode ter acesso a mais conteúdos, já que cada videoaula dura só 30 minutinhos. Então, você pode aproveitar o trajeto no transporte público para assistir uma aula ou qualquer outro intervalo do seu dia.

Sem contar que o valor das mensalidades é bem mais baixo, você pagará 50% a menos por mês. E ainda, não terá as contas de deslocamento até um local determinado para assistir as aulas. Vale frisar que nem sempre estamos prepararmos para receber conhecimento, por isso, com a pedagogia EAD, você pode escolher em qual momento está com a mente mais aberta e preparada para o conhecimento.

Então, você já sabe qual é o salário médio dos professores e que precisa apostar em uma faculdade de pedagogia a distância para ter mais facilidades, mas sem deixar a qualidade de lado. Agora, só falta escolher a sua instituição. Para isso, é preciso conferir se a faculdade é credenciada pelo MEC e se o curso possui no mínimo quatro anos de duração, sem esses requisitos estabelecidos pelo MEC, seu diploma não será válido.

O que são links patrocinados

o que são links patrocinados

Os links patrocinados são comumente utilizados em campanhas de marketing digital. Mas, o que eles são, exatamente? Explicamos o que se trata e quais benefícios trazem ao seu negócio. Confira e entenda de uma vez por todas!

 

Links patrocinados

Links patrocinados são anúncios pagos que aparecem no topo dos resultados em ferramentas de busca (Google ou Bing) ou em redes sociais, como no Facebook e Instagram. Normalmente, são separados em duas categorias principais:

 

  • CPC (Custo por Clique): o anunciante estabelece um valor máximo a ser pago por cada palavra-chave e só efetua o pagamento quando houver o clique;
  • CPM (Custo por Mil Impressões): o anunciante paga somente quando o anúncio atinge mil visualizações / impressões.

 

Por que investir em links patrocinados?

Anunciar no Google Ads e redes sociais traz benefícios únicos para seu plano e estratégia de marketing digital. Conheça quais são os principais:

 

  • Retorno em curto prazo

De maneira geral, os links patrocinados entregam resultados mais rápido, especialmente em comparação à geração de tráfego orgânico.

 

  • Aumento de tráfego e conversão

O anúncio conta com a vantagem de atrair especificamente pessoas com intenção de compra, o que aumenta a chance de convencimento dos potenciais clientes e de venda, podendo reaver rapidamente o valor investido na campanha.

 

  • Suporte em demais estratégias de marketing digital

Informações de campanhas de links patrocinados / Ads podem ser utilizadas para aprimorar demais estratégias de marketing digital, como o SEO, potencializando resultados em diferentes frentes.

 

  • Fortalecimento de marca

O link patrocinado é uma forma de melhorar a visibilidade da marca, ajudando a fortalecê-la entre seu público-alvo. Um plano bem estruturado de Ads pode, inclusive, aumentar a receptividade de potenciais clientes.

 

Como investir em links patrocinados?

 

A frma mais eficaz é utilizar uma consultoria Google Ads e de anúncios patrocinados em redes sociais. Contrate parceiras oficiais do Google, para garantir profissionais especializados para executar sua campanha com excelência!

Que presentes dar num chá de bebê em 2020? Dicas para completar o enxoval

É comum que as mulheres que vão ter um bebê recebam muitos presentes repetidos e acabem juntando-se com vários pequenos trajes do mesmo estilo que, ao crescer, as crianças tão depressa, não chegam nem a ser usadas. Por isso, o melhor é que antes de decidir o que comprar, entrar em contato com ela para saber o que as coisas têm e o que são realmente boas para completar o enxoval. Algumas dicas são participar dos eventos que garantem descontos, afinal, os presentes para bebê (principalmente as fraldas) não são nada baratos. Os principais são o evento Expo Bebê e Gestante 2020 que vai acontecer nas principais do brasil e as Feiras Mamãe e Bebê, que acontecem em São Paulo e no Rio de Janeiro. O primeiro ocorre a partir de março, o segundo a partir do segundo semestre.

Para saber o que comprar segue, abaixo, a lista de 10 ideias de presentes muito úteis para você comprar para aquela amiga gestante em 2020.E se vai fazer parte da organização não se esqueça de conferir as nossas dicas de como fazer um chá de bebê. 

10 ideias de presentes para chá de bebê

Você pode escolher um nesta lista:

  1. Uma rede ou balanço. São muito práticas e o bebê irá usar muito em seus primeiros meses de vida, porque elas estão muito confortáveis.
  2. Um intercomunicador. Você tem uma ampla variedade por onde escolher, desde os que têm tela para ver a criança até os que podem se transformar em molduras digitais uma vez deixem de usá-lo com o pequeno.
  3. Uma mochila canguru. Se a mãe tem problemas de costas, certifique-se de que você tem um bom reforço lombar.
  4. Produtos para banho, como uma cesta de cosméticos, uma camada de banho privada ou uma banheira.
  5. Brinquedos: um tapete de atividades, um centro de fitness, um móbile de berço ou um doudou para que durma.
  6. Roupinha de primeira entrada.
  7. Seus primeiros contos ou um álbum bonito onde colocar as suas fotos.
  8. Sabanitas para o berço ou um saco para dormir.
  9. Um robot de cozinha com o que preparar purês.
  10. Algo para a mãe. Mesmo que o bebê seja o protagonista, ela também merece um detalhe. Escolhe uns brincos, um colar ou uma pulserita que você possa manter para sempre. Se você tiver razões para crianças, o melhor.

Um presente feito em casa

Um presente feito com as suas mãozinhas fará muita ilusão a sua amiga. Você pode fazer umas botitas para o futuro bebê, cerca de fantoches ou uma almofada confortável, seguindo estas instruções. Se te faltar criatividade confira entre as dicas da Globo de presentes para recém-nascidos. 

Dicas para organizar um chá de bebê em 2020

Não se trata de uma tradição europeia, mas que (mais uma vez) trouxemos para os nossos países um evento norte-americano. Lá há décadas que se celebra, enquanto que na Espanha, por exemplo, só leva poucos anos, mas que são cada vez mais as famílias que aderiram a esta celebração que tem como único objetivo celebrar a chegada de um bebê. Falamos do Chá de Bebê, uma festa que se prepara para os futuros pais e leva-se a cabo um ou dois meses antes.

O bebê se torna o protagonista indiscutível, e, neste evento, os pais recebem o carinho de seus entes queridos, bem como presentes que lhes serão de grande ajuda para quando nascer a criança. A chegada de um bebê é tão emocionante que para os que organizam, se transforma em algo muito importante, seguindo passo a passo todos os pontos a levar a cabo para que o bebê seja perfeito.

Como preparar um chá de bebê

Se dentro de pouco tempo você vai organizar uma festa assim, as seguintes dicas e truques para comemorar, vai ser de grande ajuda. Com ordem e ideias claras, este evento é preparado rapidamente e apenas desfrutar do grande dia, onde as emoções estão à flor da pele e as risadas garantidas.Vem a ser a primeira incógnita que você tem que limpar. Sem exibir um lugar é impossível saber de quanto espaço você tem, quantas pessoas cabem, se nesse site cabe um photocall… normalmente, é feito em lugares ao ar livre, excepto nos meses de outono e inverno, aproveitando o bom tempo e entre em contato com a natureza. Entre as opções mais procuradas está a de reservar um terraço atraente, de um restaurante ou ocupar o pátio de um dos convidados.

O que comer?

A pergunta do milhão, mas que, seguindo outros exemplos, se resolve muito facilmente. Os chás de bebê costumam organizar os amigos da futura mamãe, por isso que, entre os convidados estarão esses amigos e algum familiar muito achegado.Estes eventos realizam-se bem avançada a tarde, assim que a comida que costuma ter é de ny de: frutos secos, doces, sanduíches… Não obstante, isso sempre fica a escolha de quem organiza a festa, já que muitas vezes se recorre à comida personalizada, como biscoitos com forma de chupetas, mamadeiras… Há muita variedade! Quanto à bebida, não podem faltar os sucos de frutas, refrigerantes e, é claro, água.

Brincadeiras

A futura mamãe não pode beber álcool! Dependendo de quanto dinheiro você vai colocar cada pessoa, faz-se um cálculo aproximado do número de coisas que se podem comprar com ele. É um evento que vai durar um par de horas, assim que é fundamental que haja algo de lanche e bebidas. Nesse orçamento também devem ser tidos em conta os custos da decoração: balões, velas, toalhas de mesa… Cada bebê é um mundo! Os jogos são primordiais. Neste ponto, há que puxar imaginação… Algo muito recorrente é fazer jogos em torno do nome do bebê, outro muito famoso é o do lado, de “passa-palavra”, com perguntas relacionadas com o bebê ou os futuros pais ou o jogo ‘a pesca de chupetas’: você tem que colocar um palito de comida asiática na boca e tentar pegar tantas chupetas como se possa, sem a ajuda das mãos. Quem pesque mais… Ganha! As risadas estão garantidas!

O que eu preciso saber antes de começar a estudar pedagogia?

faculdade a distância

Você ainda tenha alguma dúvida se vai cursar uma faculdade a distância e quer saber tudo sobre pedagogia antes de se decidir? Veio ao lugar certo! Nesse texto vamos te passar as informações necessárias para você decidir seu futuro acadêmico e profissional. Você saberá até mesmo quais disciplinas verá ao longo da graduação e poderá já ir pensando em que área fará sua futura especialização.

A pedagogia é uma área muito promissora e com um campo de trabalho muito grande. Segundo pesquisas recentes mais de 90% dos profissionais formados em pedagogia, seja em uma instituição presencial ou faculdade a distância estão empregados no Brasil. Portanto, a pedagogia é uma excelente opção para ingressar no mercado ou até mesmo realizar uma troca de carreira se você estiver insatisfeito com a sua posição atual.

E não pense que ao se formar em pedagogia você será obrigado a trabalhar em uma instituição de ensino, seja como professor dos anos iniciais do ensino fundamental, orientador, supervisor ou diretor. Existem oportunidades no setor empresarial público ou privado, em departamentos de recursos humanos, hospitais, indústrias de brinquedos/jogos virtuais educativos, museus e ainda na redação e revisão de materiais pedagógicos (tanto para ensino presencial como a distância).

Para te informar tudo sobre pedagogia é importante que você saiba quanto dura um curso de pedagogia, seja em uma faculdade a distância ou no ensino presencial. O tempo necessário de estudo para você obter seu diploma de pedagogo é de quatro anos. E fique sabendo que o curso EAD (ensino a distância) de pedagogia está entre os três com maior número de matrículas entre todos disponíveis no país. Isto só prova mais uma vez o quanto o mercado para o pedagogo está aquecido.

Durante os quatro anos da faculdade de pedagogia você irá estudar as seguintes disciplinas:  História da Educação; Escola e Sociedade; Filosofia da Educação; Psicologia da Educação; Educação Ambiental e Cidadania; Sociologia da Educação; Psicologia do Desenvolvimento; Antropologia da Educação; Políticas Educacionais; Didática e Prática de Ensino; Currículo e Planejamento da Educação Básica; Fundamentos da Educação Pedagógica; Alfabetização e Letramento; Fundamentos da Educação Inclusiva; Metodologia do Ensino de Ciências e Saúde Infantil; Organização Didática do Ensino Fundamental; Organização Didática do Ensino Médio; Educação de Jovens e Adultos – EJA; Direitos Educacionais de Crianças e Adolescentes; Gestão Educacional; Empreendedorismo na Educação; Pedagogia em Espaços Não-Escolares; Orientação e Supervisão Educacional; entre outras.

Agora que você já sabe tudo sobre pedagogia, o próximo passo é buscar uma instituição de ensino que atenda suas necessidades. Uma faculdade a distância pode ser uma excelente opção caso você trabalhe o dia todo e não tenha muito tempo disponível para se dedicar, mas almeja uma mudança de carreira. Você poderá estudar tranquilamente em sua casa, no horário que achar melhor e ainda gastará menos do que em um curso presencial. Não precisará se preocupar com deslocamentos, com lanches e o valor da mensalidade com toda a certeza será mais em conta. Com disciplina e foco você terá muito sucesso, num futuro muito próximo, na sua careira em pedagogia.

3 artistas brasileiros contemporâneos para conhecer esse ano

7 artistas brasileiros contemporâneos sabem que a cena da Arte Latino-Americana explodiu nos últimos anos. Leiloeiras, galerias e até mesmo museus marcaram essa tendência e finalmente começaram a dar a esses artistas o reconhecimento que eles merecem. No entanto, para aqueles que não profundamente investido no fluxo e refluxo do mundo da arte, os atuais jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro são um momento perfeito para familiarizar-se com alguns dos melhores artistas contemporâneos do Brasil, um país rico em actividades culturais e história visual. Aqui estão alguns dos meus favoritos.

Beatriz Milhazes

Beatriz Milhazes (n. 1960) encontra sua inspiração na natureza e suas muitas formas, sempre em mudança. Seu trabalho é caracterizado por uma paleta vibrante, motivos florais, e padrões orgânicos que se assemelham mandalas. Seus arabescos recorrentes também têm uma fundação na cultura brasileira-decorações de carnaval, arquitetura colonial barroca e música popular. O processo de criação é bastante trabalhoso e estruturado —ela pinta seus motivos primeiro em uma folha de plástico transparente, que ela, em seguida, se aplica à tela para secar. O resultado é uma superfície plana rítmica, com sombras de cor e formas onde a cor não foi completamente transferida. Seu trabalho tem sido usado em todo o mundo em espaços ao ar livre, para decoração de interiores, em vitrais, e para produções de dança.

Rodrigo Mogiz

Rodrigo Mogiz (n. 1978) cria composições de sonho onde figuras delineadas em cordas coloridas flutuam em um espaço vazio e branco. Ele se apropria de imagens de revistas para explorar temas de sexualidade, gênero e expressão, e para destacar a superficialidade básica dos meios de comunicação social e como o público meramente absorve estética. Essas obras fantásticas caem em algum lugar entre a pintura e bordados (também usando contas de aplicação, Renda e alfinetes), poeticamente fundindo os dois médiuns enquanto simultaneamente manifestando cada uma de suas características únicas. Mogiz exibe desde 2000 e está sediado em Belo Horizonte, Brasil.

Vik Muniz

Vik Muniz (n. 1961), uma sensação internacional, é mais conhecido por produzir imagens dentro do nexo da mídia mista. Usando uma gama diversificada de materiais cotidianos (do lixo aos diamantes ao açúcar à sujeira) emparelhados com elementos da cultura popular, Muniz se destaca em uma apropriação em camadas de obras de arte canônica. Sua prática envolve organizar seus materiais em uma colagem densa e, em seguida, fotografá-lo. Ele recriou obras de Leonardo, Dürer, Courbet, Rodin, Picasso, Matisse, Kandinsky, Malevich, Hiroshige, Warhol, Weegee —para citar alguns. O que aparece como uma imagem familiar de longe, Transforma-se numa maravilhosa exploração de uma miríade de detalhes de perto.

Ernesto Neto (n. 1964) é uma figura muito influente na cena artística contemporânea brasileira. A sua obra insere-se nas categorias de escultura e instalação, mas não se limita aos seus parâmetros. Ambientes sensuais feitos de formas organicamente abstratas são a sua marca registrada. Seus materiais incluem tecidos macios e elásticos em cores diferentes que ele enche com itens como grãos de café, especiarias, ou esferovite. Interessado na sensualidade, corporalidade e reflexão, Neto se esforça para apresentar as condições em que o corpo humano se torna consciente de si mesmo em relação ao espaço ao seu redor. Os visitantes entram nos seus mundos brincalhões e reagem fisicamente aos habitats imersivos. Eles podem sentir, cheirar, olhar, e compartilhar suas experiências com aqueles ao seu redor.

Tarsila do amaral – a alma e espírito do movimento antropofágico no Brasil

As pinturas da artista Brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973), simplesmente conhecido como Tarsila—e a teoria da Antropofagia, ou a filosofia de “antropofagia cultural”, introduzindo em 1928 por Tarsila do primeiro marido, o poeta Brasileiro Oswald de Andrade (1890-1954), foram para mim um grande mistério e uma obsessão por anos, confira abaixo o resumo sobre Tarila do Amaral que é protagonizada na história da arte moderna como uma das principais mentes do movimento antropofágico.

Nascida no estado de São Paulo, para uma família próspera, Tarsila passou vários de seus anos de formação no início da década de 1920 em Paris, onde estudou arte, e conheceu Picasso, Brancusi, Léger, e muitos outros proeminentes artistas e escritores do dia entre os quais também possuem carreiras proeminentes, nem que reconhecidos somente depois de mortos. Entre eles, você pode conferir várias das histórias de vida no site de Biografias. 

“Eu sou profundamente Brasileiro”, proclamou em um ensaio inicial, ” e estudará o gosto e a arte de nossos caipiras [referindo-se ao povo rural do centro do Brasil]. No interior, espero aprender com aqueles que não foram corrompidos pelas Academias.”

Ela desenvolveu um estilo de pintura refinado, baseado em parte no modernismo europeu, mas profundamente inspirado pela cultura vernacular Brasileira, folclore, artesanato e arte popular. Por um tempo, ela contratou o designer Pierre Legrain para criar quadros Art Déco elaborados para suas pinturas. Ao longo dos anos, quase todos eles foram eventualmente removidos, e ou perdidos ou destruídos, exceto por um exemplo esplêndido que Frame uma Cuca (1924). Um dos destaques da exposição atual, a pintura apresenta uma cena de selva com animais e insetos altamente estilizados.

Em 1926, Tarsila casou-se com o proeminente poeta e filósofo Oswald de Andrade. Eles viajaram juntos por longos períodos de tempo em todo o Brasil, e no exterior, e em dois anos desenvolveram o conceito de Antropofagía ou Antropofagia. O conceito foi inspirado pela Tupi—uma vez canibais tribo da floresta tropical Brasileira—e centra-se na noção de antropofagia cultural em que os Brasileiros, ou os latino-Americanos, poderia devorar progressivo Europeu de conceitos culturais, ingeri-los através de um filtro local, e produzir algo que seria totalmente novo e vibrante, e específico para a cultura latino-Americana.

Tarsila teve algum sucesso como artista desde meados da década de 1920 até o início dos anos 30, quando ela começou a adotar um estilo de pintura quase-Socialista-realista centrado em temas socialistas. Seu início de carreira culminou em uma grande exposição solo no Museu de Arte ocidental em Moscou, em 1931. Após seu retorno ao Brasil da URSS, oficiais recém-instalados do governo de direita prenderam Tarsila, e a prenderam por um tempo por causa de seus laços com a União Soviética e suas simpatias de esquerda.

Seu trabalho foi visto menos frequentemente no Brasil na década de 1940, mas na década de 1960, ela foi redescoberta pelos artistas de vanguarda do movimento revolucionário Tropicália. Os artistas, escritores e músicos associados com o grupo energético olhou para a Antropofagia, a experiência de Tarsila e de Andrade como um meio para absorver e processar a política internacional e cultural revoltas dos anos 1960. Desde então, Tarsila foi elevada para um próximo status mítico em casa, e o seu trabalho, começando com esta exposição e que acompanha o livro, agora vai finalmente receber a devida atenção no exterior. Recentemente, eu me juntei a D’Alessandro E Pérez-Oramas em um café no Museu Metropolitano de arte para discutir os fenômenos conhecidos como Társila do Amaral, e Antropofagia.

Atividades terapêuticas para exercitar o cérebro dos idosos

atividades terapêuticas para idosos

Com o avanço da idade, o cérebro vai perdendo naturalmente suas capacidades de armazenamento de informações e cognitiva. É por isso que doenças como Alzheimer e demência são mais comuns entre os idosos.

Curiosamente, existe uma maneira altamente eficaz de evitar tudo isso, é só investir em atividades terapêuticas para idosos. Aqui, falamos mais sobre elas, além de indicar atividades que podem ser realizadas para acabar com o sedentarismo cerebral.

 

Por que realizar atividades terapêuticas para o cérebro?

Tais atividades para idosos estimulam o cérebro, garantindo seu adequado funcionamento, sobretudo no que se refere à capacidade de aprendizado, atenção, concentração e memória.

Como resultado, o idoso apresenta uma melhor autonomia, conseguindo se manter mais ativo. Paralelamente, evita-se doenças neurodegenerativas, contribuindo para uma melhor qualidade de vida e envelhecimento saudável.

 

Quando começar as atividades terapêuticas

Existem estudos que comprovam que a partir dos 45 anos de idade já há um declínio da atividade cognitiva. Portanto, é interessante adotar as atividades de estímulo cerebral por volta dessa idade e intensificá-las com o passar dos anos.

 

Dicas de atividades terapêuticas para o cérebro

E quais seriam essas atividades terapêuticas para exercitar o cérebro, exatamente? Boa parte delas é associada à terapia, passatempos e jogos. Veja, a seguir, alguns exemplos:

 

Jogos de xadrez e dama

Ambos são jogos de estratégia, que são famosos por estimular o raciocínio, memória e cognição. Portanto, contribuem positivamente para exercitar o cérebro e ainda entreter o idoso.

 

Musicoterapia

A musicoterapia é uma técnica que ativa vários setores do cérebro, especialmente o da comunicação, aprendizado e expressão. Além disso, também pode despertar a memória.

 

Atividades de estímulo sensorial

Atividades recreativas para idosos, como sentir aromas, escutar determinada música, provar um alimento, ver fotos de locais específicos, tudo isso ajuda a estimular o sensorial e faz o cérebro “acordar”, estimulando a memória, principalmente.

Vale mais a pena fazer pedagogia presencial ou a distância?

pedagogia ead

Escolher qual graduação vai fazer é a dúvida mais comum entre estudantes que saem do Ensino médio ou entre adultos que estão mudando de carreira. Mas, tão importante quanto o curso, é decidir qual modalidade irá optar.

O ensino a distância está crescendo muito, e ofertando aos estudantes uma gama imensa de cursos e especializações. Para se ter uma ideia, uma pesquisa divulgada em 2018 mostrou que o número de alunos de cursos EAD tinha superado 1,5 milhão de pessoas.

Se você busca por uma faculdade de pedagogia a distância, está no caminho certo, esse é um dos três cursos mais procurados pelos alunos da modalidade de ensino em questão.

Vale a pena fazer faculdade a distância?

Vale sim! A graduação EAD tem a mesma qualidade e é tão completa quanto o curso presencial. A carga horária e disciplinas ofertadas nas duas modalidades, geralmente, são as mesmas e a duração dos cursos também é igual. Outra observação importante quanto as semelhanças dos cursos é a certificação. O diploma é o mesmo para os dois casos! Isso quer dizer que ao finalizar o curso, não haverá nenhuma observação no certificado quanto a modalidade de ensino escolhida.   Na prática, o que muda é onde e quando estudar e os valores das mensalidades.

Ao cursar pedagogia ead você tem a flexibilidade de escolher quando e onde vai ver as aulas, e para isso vai precisar apenas de um computador, tablet ou smartphone conectado à internet. Mas se o problema é a conexão, não tem problema. Os cursos também oferecem aos alunos a opção de estudar com livros ou arquivos em PDF que podem ser impressos para estudar offline.

A graduação a distância, com certeza, é a melhor opção para quem já está trabalhando, mas quer dar continuidade aos estudos.

Além da liberdade de escolher quando e onde estudar, os preços das mensalidades, em relação ao ensino presencial, são bem mais acessíveis.

Porém, antes de sair correndo se inscrever é importante prestar atenção em um ponto muito importante. Para começar pesquise se a faculdade escolhida é credenciada junto ao Ministério da Educação. Caso não seja, opte por outra instituição.

Essa certificação é o que te dá a segurança de que o curso tem qualidade e na conclusão, seu diploma será válido, garantindo uma oportunidade no mercado de trabalho.

Caso contrário esse certificado não terá validade, e infelizmente todo seu esforço de quatro anos terá sido em vão.

Confira também a grade e as disciplinas oferecidas. Verifique a possibilidade de fazer estágios durante a graduação, eles te dão mais experiência e conhecimento prático das atividades desenvolvidas pelo profissional da área que escolheu seguir.

Agora que você já conhece todas as vantagens e informações sobre modalidade de ensino a distância e já sabe que irá cursar Pedagogia, é hora de encontrar o curso que mais vai te preparar para o mercado de trabalho e dar o primeiro passo em direção da realização do seu sonho!

Brasil: onde as universidades federais em grande parte servem os ricos

Em um sistema comparável ao dos EUA, os brancos ricos tendem a obter lugares de topo, enquanto os outros 5 milhões de estudantes frequentam colégios com fins lucrativos. O governo está a tentar mudar as coisas.

RIO DE JANEIRO—o rosto Dela e deu à luz braços pintados com as palavras “medicina” e “UFRJ”—sua maior e a sigla, em português, da Universidade Federal do Rio de Janeiro—Ana Carolina e alguns colegas ficar em uma rua movimentada no Rio de sol de Ipanema distrito peça para reposição.

curso-de-pedagogia

O dinheiro não é para propinas, o UFRJ não cobra nenhuma. É para cerveja. Estimulada pelos alunos, a menina de 18 anos e os seus amigos pintados de corpo estão a passar por uma espécie de ritual de praxe para celebrar a sua aceitação na escola, pagando uma festa.

Nomear uma entidade sem fins lucrativos para os prémios de renovação

Ajude uma organização local a ganhar $ 40.000 em financiamento e fazer um impacto ainda maior.

As universidades federais, que são as únicas faculdades livres do país, estão no topo da hierarquia de ensino superior deste país. Eles também são extraordinariamente competitivos em um país onde há uma demanda significativa e crescente para o ensino superior-e onde as pessoas que pontuam no topo do exame de admissão à Universidade estilo SAT são predominantemente estudantes ricos, brancos cujos pais foram capazes de se dar ao luxo de enviá-los para escolas secundárias privadas. Assim, as pessoas que mais se podem dar ao luxo de pagar pelos seus estudos superiores acabam não só por entrar nas melhores escolas, mas também por não gastar nada em propinas. “Não é realmente justo”, disse Ana Carolina sobre o privilégio que ela gosta.

Esta divisão no Brasil—um eco extremo, mas familiar, da crescente disparidade social no ensino superior dos EUA-foi uma das questões que provocou protestos de rua em 2013, antes do país sediar a Copa do mundo. É também o alvo das reformas anunciadas pelo governo na época dessa agitação, em um esforço para prevenir novas perturbações antes dos Jogos Olímpicos do próximo ano, que também estarão no Rio.

Como nos Estados Unidos, a desigualdade no ensino superior do Brasil está enraizada em suas escolas primárias e secundárias, que variam muito em qualidade, mas são geralmente consideradas como mal atendidas pelos 200 milhões de habitantes do país.

Ainda assim, de certa forma, os políticos norte-americanos do ensino superior podem invejar o Brasil. À medida que a matrícula dos EUA começou a declinar—apesar dos esforços do governo para levar mais jovens para os graus universitários—as universidades brasileiras foram sobrecarregadas por candidatos, e sua inscrição de estudantes mais do que duplicou nos últimos 10 anos. As instituições de ensino superior do país servem agora cerca de 7 milhões de pessoas.

O aumento da matrícula no Brasil deve—se em grande parte ao reconhecimento generalizado de que os universitários aqui ganham, em média, duas vezes e meia mais do que as pessoas que não terminam a faculdade-uma diferença maior do que a de qualquer um dos 34 países membros da Organização de cooperação e desenvolvimento econômico, ou OCDE. E mesmo que os americanos com a educação universitária também desfrutem de um prémio de ganhos, altos custos de faculdade e dívida estudantil estão levantando questões nos EUA sobre o retorno desse investimento.

“A taxa de crescimento do ensino superior no Brasil é impressionante, mesmo para nós”, disse Edson De Oliveira Nunes, decano de política e desenvolvimento da Universidade candidato Mendes. “Nunca houve lugares suficientes. Você tem talvez 250 mil vagas por ano em um país muito grande.”Nunes, que também ocupou cargos do governo, explicou esta situação enquanto ele se sentava em seu escritório com vista para a Baía de Guanabara, no bairro de luxo do Flamengo do Rio.

Outra das principais causas da explosão da demanda por faculdades no Brasil é o vasto crescimento da matrícula no que é conhecido aqui como educação básica—ou seja, escolas primárias e secundárias. Até o final do domínio militar na década de 1980, o Brasil garantiu aos seus cidadãos o direito à educação básica gratuita; até então, um terço dos brasileiros não teria ido à escola, e um quarto eram analfabetos. Nos anos que se seguiram, o número de estudantes no Brasil que receberam essa escolaridade triplicou, para 57 milhões de crianças de hoje.

Mas as universidades públicas têm lutado para manter o ritmo, mesmo quando o governo expandiu os campus públicos existentes e acrescentou novos. Assim, os políticos se voltaram para provedores de educação superior privados, com fins lucrativos, incluindo as empresas americanas DeVry e Laureate Education, para preencher a lacuna.

De acordo com Nunes, O Brasil em meados da década de 1990 praticamente inventou o conceito de colégios com fins lucrativos-antes do enorme crescimento de tais instituições nos EUA, incluindo empresas como a Kaplan e a Universidade de Phoenix. E como os colégios com fins lucrativos dos EUA têm visto quedas dramáticas nas inscrições nos últimos anos, em grande parte por causa de problemas legais e ceticismo generalizado sobre sua qualidade, aqueles no Brasil continuaram a crescer. De acordo com números amplamente citados pela mídia brasileira, Os for-profits agora inscrevem três quartos de todos os estudantes universitários aqui, ou quase 5,3 milhões de pessoas-mais do dobro de estudantes que em escolas com fins lucrativos dos EUA. As cinco maiores universidades do Brasil, por inscrição, têm fins lucrativos. Uma empresa brasileira, a Kroton Educacional, é potencialmente a maior empresa de ensino superior do mundo, com mais de 1 milhão de estudantes em até 130 campi em todo o país, de acordo com seu site.

A qualidade das escolas públicas básicas também não conseguiu acompanhar o seu rápido crescimento estudantil, apesar dos significativos gastos do governo com a educação. Pouco mais de 6% do PIB do Brasil, e 19% do orçamento nacional, vão para a educação—mais do que quase todos os países da OCDE. No entanto, o Fórum Econômico Mundial classifica o país em 105 dos 122 países na qualidade de seu sistema educacional. Muitas, se não a maioria, escolas públicas no país sul-americano operam apenas quatro horas por dia.

Essas deficiências, de acordo com especialistas, são o que leva muitos brasileiros ricos (a maioria dos quais são brancos) a matricular seus filhos em escolas privadas de qualidade significativamente superior, que melhor prepará-los para os exames de acesso à Universidade. “Muito parecido com o que acontece nos EUA, os pais estão preparando seus filhos desde a escola primária para entrar em universidades de elite”, disse Gregory Elacqua, que estuda a educação brasileira e supervisiona o Instituto de Política Pública da Universidade Chilena Diego Portales. “Eles investem muito dinheiro em escolas privadas e tutores, enviam seus filhos para o exterior, eles pagam para a preparação de testes, então eles têm todas as vantagens.”

E estas tácticas parecem funcionar. Aqueles que frequentam universidades públicas brasileiras são tanto mais ricos quanto mais brancos do que a média nacional—68 por cento de seus alunos se identificam como brancos em um país onde 48 por cento são classificados como tal, de acordo com um estudo do Instituto Nacional de Estudos Educacionais, ou INEP, uma agência do Governo Brasileiro. “Nós historicamente temos tido um sistema extremamente elitista onde muito poucas pessoas poderiam entrar”, disse Dilvo Ilvo Ristoff, diretor de estatísticas do ensino superior da INEP. “Quanto mais competitivo [o programa], mais brancos são os alunos, e mais ricos são.”

E os ricos não só ganham aceitação para as universidades públicas livres a taxas mais elevadas; uma vez lá, eles são mais propensos a se especializarem em disciplinas que levam a carreiras bem pagas, incluindo medicina e engenharia. Enquanto apenas 13 por cento dos brasileiros como um todo frequentam escolas secundárias privadas, de acordo com o relatório do INEP, 89 por cento dos estudantes de medicina são graduados de ensino médio privado, e 75 por cento são brancos. Muitos estudantes de baixa renda, por sua vez, acabam pagando propinas para frequentar universidades com fins lucrativos, que se especializam em majores que custam menos para fornecer-como contabilidade, gestão e ensino—e tendem a vir com salários mais baixos. Esta discrepância, segundo o relatório do INEP,” aguça as distorções existentes na sociedade ” em vez de as lustrar.

Os menos abastados “não querem necessariamente estar nesses programas, mas é a única maneira de entrar nas universidades”, disse Elacqua. “Então [muitos deles] continuam a se tornar professores, e não professores muito eficazes, e perpetua o ciclo. Este tipo de políticas está a agravar a desigualdade.”

Isso é semelhante ao que está acontecendo, se com menos atenção, nos EUA, de acordo com Martin Carnoy, um professor de Stanford de educação e co-autor de um novo livro, Expansão da Universidade em uma Economia Global em constante Mudança, o que parece em universidades no Brasil, assim como os seus companheiros de economias emergentes China, Índia e Rússia. O grupo de mais rápido crescimento de universitários americanos são de primeira geração, minorias raciais de baixa renda, muitas vezes presos em escolas urbanas de baixo desempenho, de acordo com Carnoy. Se eles vão para a Faculdade de todo, eles são canalizados para faculdades comunitárias ou faculdades de segundo nível e universidades que, como no Brasil, podem limitar suas escolhas. E com as demandas concorrentes da escola, do trabalho e da família, alcançar a graduação pode ser um desafio. “Há crianças inteligentes e de baixa renda que vencem as probabilidades, mas muito poucas dessas pobres crianças conseguem terminar”, disse Carnoy.